quinta-feira, 25 de outubro de 2012

TATATA PIMENTEL...

Tatata Pimentel foi encontrado morto em seu apartamento (Foto: Júlio Cordeiro/Agência RBS)Morreu nesta quarta-feira (24), aos 74 anos, o professor, jornalista e apresentador Tatata Pimentel. De acordo com familiares, ele foi encontrado morto no apartamento onde morava, no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre, por volta das 20h. O velório e o sepultamento serão no Cemitério São Miguel e Almas, a partir das 8h desta quinta-feira (25). Roberto Valfredo Bicca Pimentel nasceu em 16 de abril de 1938 em Santa Maria, na Região Central do estado. Ganhou o apelido de Tatata na infância, de familiares. Antes de completar 10 anos, se mudou com pai e irmãos para Porto Alegre. A mãe, professora, veio depois. Na capital, estudou Direito e Letras. Ainda antes de se formar no segundo curso, Tatata iniciou a carreira de professor em 1961 na escola agrícola Daniel de Oliveira Paiva, em Cachoerinha. Em 1965, foi pressor no Infante Dom Henrique e no Colégio Júlio de Castilhos, onde lecionou português e francês por cerca de 10 e 15 anos, respectivamente. O professor estreou na televisão em 1972, como jurado no programa “Puxa, é a Gaúcha”, da então TV Gaúcha (atual RBS TV), a convite do radialista José Antônio Daudt. Em 1974, foi contratado pelo Canal 10, atual TV Bandeirantes, onde ficou por quase 20 anos. Em 1996, foi convidado para comandar o programa diário “Gente da Noite”, na TVCOM, onde permaneceu por 15 anos, até 2011. Na emissora, participou também do programa “Café TVCOM”, ao lado da amiga e colega Tânia Carvalho e dos jornalistas David Coimbra, José Antônio Pinheiro Machado e Tulio Milman. Formado também em Jornalismo e doutor em Teoria Literária, foi professor da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS) por 13 anos, até 2000. Profundo conhecedor de arte e literatura, Tatata afirmou que iria se dedicar a escrever um livro sobre William Shakespeare à época de sua aposentadoria.
Para ler mais notícias do G1 Rio Grande do Sul, clique em g1.com.br/rs. Siga também o G1 RS no Twitter e por RSS.

Seguidores